HÉSTIA

Cultuada como sendo o próprio fogo, era a deusa grega do lar, da família, da civilização. Seu símbolo era o círculo – e jamais lhe fora atribuída outra figura. Foi a primeira a nascer de Cronos, porém, por ter prometido permanecer sempre virgem, Zeus a honrou com a plena juventude, sendo considerada, portanto, a mais jovem de todos os deuses.

©2018 by Periódico Héstia